Vieram para ficar e estão a chegar a todas as áreas da nossa vida. Estamos a falar da tecnologia e do digital. 2019 traz consigo o reforço deste novo paradigma.
Para Hossam Dawa, especialista em Cirurgia Oral e médico dentista, a impressão 3D é a grande aposta para o ano que agora começa. “Vai-se tornar uma rotina no dia-a-dia do clínico”, acrescente.

O médico destaca também a importância de melhorar o planeamento, com recurso a ferramentas digitais, nomeadamente softwares de diagnóstico e planificação. Neste contexto Hossam destaca a utilização do CBCT (Cone Beam Computed Tomography ou Tomografia Computadorizada de Feixe Cónico) “in-office”, já que permite, através de um exame rápido e cómodo, obter imagens tridimensionais, com mais qualidade e rapidez.

Mais informadas e com menos tempo, as pessoas procuram serviços que tenham conforto, rapidez e qualidade. E, neste contexto, o mais importante é que os profissionais estejam atentes e tenham capacidade de se adaptar a esta realidade. Mais ainda: que procurem uma relação de confiança com o paciente.

É neste contexto que a tecnologia e o digital podem ter um papel relevante no antes, durante e depois de qualquer procedimento dentário. Em primeiro lugar, o recurso a técnicas inovadoras como as indicadas permite apresentar, de forma visual e transparente, que tipo de tratamentos são necessários e como se vão processar. A par disso, os procedimentos médico-cirúrgicos podem, desta forma, ser menos invasivos, mais confortáveis, previsíveis e rápidos. Já na fase de recuperação, os procedimentos digitalmente assistido são mais confortáveis e com resultados mais precisos.

Ligados, atentos e curiosos. Os pacientes de hoje querem tanto mais informação como aquela que for possível. A aposta na mais inovadora tecnologia é fundamental para ajudar a desconstruir os “medos” associados a uma visita ao dentista. Hoje, é cada vez mais possível reabilitar casos complexos, de forma segura, simples e previsível.

Sigam-nos em: